Veja como quer investir mulher que poupou US$ 100 mil após divórcio


Cari Shane, 49 anos, é uma estadunidense que mora na capital dos EUA, Washington DC. Há quatro anos ela passou por um divórcio e, desde então, cortou diversos gastos em sua vida, começou novos empreendimentos e conseguiu poupar uma quantia de US$ 100 mil, como conta para o site norte-americano Business Insider.
Shane consegue guardar todo mês cerca de US$ 3 mil e conta que planeja transferir todo o dinheiro que poupou para um fundo voltado para a aposentadoria em breve. Ela ainda está trabalhando com um planejador financeiro exatamente para definir suas metas para o futuro.
Ela relata que quer alugar o porão de seu apartamento por US$ 300 por noite e quer gerar mais receita ainda, além de já ter desistido de ter seu carro próprio e começado a usar o transporte público e andar a pé, entre outras mudanças no estilo de vida como a mudança para um bairro mais simples.
Cari Shane conta que, quando era casada, era uma dona de casa com três filhos que fazia apenas alguns trabalhos como freelancer escrevendo. Ela não poupava nada para a aposentadoria porque não esperava ter que se sustentar em algum momento de sua vida.
O planejador financeiro Colin Drake se mostra impressionado com tudo que Shane fez em sua vida após o divórcio. Sobre a alocação de investimentos, ele sugere montar uma reserva de emergência de no mínimo seis meses para casos excepcionais.
Ele então sugere a ela um investimento em um 401 (k), que é um produto financeiro nos EUA voltado para a aposentadoria patrocinado pelo empregador. A aplicação é feita com dinheiro que deveria ser retido na fonte no imposto de renda e, nesse caso, ele não vai para o pagamento de imposto, mas sim para um investimento.
Drake ainda diz que acha muito boa a ideia dela de alugar o porão de seu apartamento. “Se ela conseguir poupar mais US$ 1 mil por mês fazendo isso, não é impossível que essa quantia se transforme em US$ 500 mil extras em sua conta de aposentadoria aos 65”, aponta.

Por Info Monkey
Segunda-Feira, 06 de Abril de 2015

0 comentários

Comentário